Eva me chamaste

Fizeste das minhas costas o teu piano

Dos teus desenhos as minhas curvas

Da minha boca a tua maçã

Dos meus olhos o teu mar

Do meu mundo os teus braços


(...)

29 janeiro 2013

[porque só no silêncio duas almas falam, só no silêncio se dão e respiram fora do mundo, 
para se encaixarem juntas nele]