Eva me chamaste

Fizeste das minhas costas o teu piano

Dos teus desenhos as minhas curvas

Da minha boca a tua maçã

Dos meus olhos o teu mar

Do meu mundo os teus braços


(...)

06 janeiro 2010

10 coisas que os homens deviam saber sobre as mulheres

Depois de ler muitas respostas ao desafio lançado pelo Capitão Microondas no seu blog, resolvi também tentar resumir a façanha a 10 coisas que os homens deviam saber sobre as mulheres... e não foi fácil, nós somos complicadas. Muitas vezes não sabemos exactamente o que queremos, e apenas as mais elucidadas sabem bem o que não querem (o que é já um grande avanço)… mas temos verdades fundamentais: queremos sentir-nos amadas, desejadas, reconhecidas e seguras (dependendo do departamento, convém não exagerar nesta dose…). Para isto vocês têm de :
1- Saber dosear a conversa carinhosa com a sacaninha (dentro do bom gosto). Quando em presença de mais gente saber usar e perceber a cumplicidade que permite conversas sacaninhas que só os dois percebem…
2- Comer-nos bem e com vontade… como se não houvesse amanhã, e fazer-nos acreditar que só nós vos damos tesão, isto deve ser difícil… mas olhem… desunhem-se! É que irrita até mais não, sabermos que nunca vão ter a Angelina Jolie mas só por ela não querer… porque se quisesse… nem pensavam duas vezes.
3- Não se fazerem de machos energúmenos e fazerem de conta que não têm ciúmes nenhuns… mas obviamente não exagerar na dose do ciúme e entrar no abuso nada saudável.
4- Serem homens seguros de si, com auto-confiança visível mas sensível, daqueles que só a presença faz-nos sentir mais seguras, mais protegidas (mas não nos tratem como crianças…por favor!), que quando nos agarram “daquela maneira” que nos suspende o desejo por fios sabemos estar com um HOMEM.
5- As mulheres gostam (não sei se será bem o termo, mas…) tanto ou mais de apreciar gajas, por isso podem apreciar também e até comentar q.b., até para podermos perceber o que vos desperta o interesse. Não é aconselhável é comer gajas com os olhos ao nosso lado e fazer de conta que não viram nada, "hammm.. o quê amorzinho? Ahh.. não vi nada… gira ela? Não sei, não reparei"… isto tira-nos do sério é que fazem-nos de parvas e ainda por cima por causa duma gaja que passou… Devo dizer aliás que pode ser uma actividade interessante ter uma sessão de apreciação de gajas em conjunto… desde que no fim… nós possamos acabar a bater-vos sem dó nem piedade mal a porta de casa se feche atrás de nós… e fazer-vos pagar e assegurar-nos que vos vamos deixar num tal estado de exaustão, que não haveria forças nem vontade para mais ninguém… no processo convém convencerem-nos de que tesão, tesão só sentem connosco (remetendo para o ponto dois de extrema importância). O resto é apreciação de montras.
6- Fazerem-nos sentir seguras, e isto inclui apreciar as nossas qualidades e reconhecer os defeitos como normais e não impeditivos de nos adorarem. Fazerem-nos sentir que estão bem, que se divertem, que gostam de conversar connosco e que dão importância ao que dizemos, que querem a nossa opinião para decidirem até coisas da vossa vida, e ainda que não a sigam, consideram importante ouvirem-nos. Essencial mesmo é fazerem-nos sentir competentes na tarefa de nos fazer felizes enquanto par (não de vos fazer felizes… que é pouco, e no fim dá mau resultado pensar só em vocês).
7- Ser cavalheiros sem dar uma de macho que se sente ofendido quando, de vez em quando, queremos pagar o jantar ou o café. O cavalheirismo não caiu em desuso e não é ser totó, aliás carrega um homem de charme o ser verdadeiramente cavalheiro (não vale é publicidade enganosa, quando o “cavalheirismo” de repente desaparece como se tivesse prazo de validade).
8- Ajudar nas tarefas de casa e com os miúdos. Principalmente se tiverem jeito com os miúdos e paciência e aquela inocência que só se recupera quando se está com os putos. Não há nada melhor e torna-vos muito sexys… dá às vezes uma vontade irresistível de vos atirar contra a parede e…
9- Nunca, mas nunca, olhem para uma mulher que se arranjou para ir ter com vocês e digam: “Estás bonita” como quem diz “Hoje choveu.” É preferível não dizer nada. O ideal é mesmo não dizerem nada e o vosso olhar dizer tudo, e isso fazer-nos sorrir por dentro e por fora.
10- Surpreendam-nos. Pode ser um mail, uma sms, um telefonema, qualquer coisa que diga (ainda que não directamente) que estavam a pensar em nós, que ainda gostam de nós assim… desenfreadamente. Pode ser a mala feita de surpresa sexta ao fim da tarde quando chegamos a casa e levarem-nos par um fim de semana em qualquer lugar. Não façam disto rotina, isso corta o efeito todo. Se o fizerem bem derretem-nos, e garanto-vos que vão gostar do resultado…
Se conseguirem seguir estas dicas, ou pelo menos o espírito da coisa, o mais certo é nós andarmos tempos sem fim caídinhas por vocês, mas atenção, nunca, mas nunca nos tomem por garantidas e também nunca nos deixem pensar que vos temos na mão, senão perde a graça toda...

3 comentários:

LuaCheia disse...

Sinceramente...nós...complicadas?!! Temos um manual de instruções com 10 lições que tu sintetizaste tão bem! 10 pontos a estudar, apenas 10....ahhahhhaaaahhAAAHHHAHHHHHAHH (começa com riso ligeiro..passa a gargalhada feliz...para gargalhada histérica e descompensada - como naqueles dias do mês)....é melhor incluires o ponto 11 para saberem qual a melhor forma de lidarem connosco nessas alturas

Eva disse...

o melhor nessas alturas é definitivamente não nos dizerem que estamos assim por ser...aquela altura do mês!! E aguentarem que nós aguentamos todos os dias aqueles dias dos dias que eles têm quase sempre... sem altura definida!

Miguel disse...

Angelina Jolie... Má escolha!

De resto, são "regras" que valem o que valem... Até o dia em que deixam de valer...