Eva me chamaste

Fizeste das minhas costas o teu piano

Dos teus desenhos as minhas curvas

Da minha boca a tua maçã

Dos meus olhos o teu mar

Do meu mundo os teus braços


(...)

12 agosto 2012

"O abandono não é um acto de vontade mas uma consequência do esquecimento, meu amor."

"O amor, Camila, consiste na divina graça de parar o tempo. E nada mais se pode dizer sobre ele".

"Contudo, nunca nos tornámos íntimas. Aliás, eu enchia a casa de amigos precisamente para afastar todas as hipóteses de intimidade. Sobretudo, para pulverizar a vossa intimidade. Ou antes, para que aquela festiva multidão de estranhos me oferecesse a ilusão de ser tua mulher." 

Inês Pedrosa, in Nas tuas mãos

5 comentários:

Anónimo disse...

andas tao tristonha e melancólica... nao andas? com leituras tao intensas..... hum*** são tão fortes que depois de as ler ( e tenho vindo todos os dias) fico sem saber o que dizer... com a garganta seca... beijinhos* maria c

MisterCharmoso disse...

Gosto bastante de ler Ines Pedrosa
Gosto bastante do teu blog. Visita o meu. Tem um post novo e uma sondagem nova.
Beijocas charmosas

Eva disse...

Sim , é verdade ando triste, melancólica, ando muita coisa misturada, mas penso que tem de se passar por lá, ou pelo menos, eu tenho. Infelizmente, ou não, sou assim. E refugio-me muito nos livros. Há duas razões por que leio, porque gosto, porque gosto muito e para fugir de mim e do que não gosto. E ponho aqui o que leio e me toca mais fundo e que acho bonito.
Mas espero continuar a ter comentários teus maria c. Não te quero de garganta sêca, que para isso basto eu, e há sempre um lado bonito das coisas, mesmo que não haja nenhum lado positivo... valha-nos a beleza da tristeza, que já é alguma coisa...
beijinhos.

José Sousa disse...

Olá Eva, boa noite. Soa a repetição, bem o sei: tenho andado distraído em relação a esta autora. Obrigado pela apresentação através deste excerto. Gostei muito. Um sorriso. Boa semana.

Eva disse...

Olá José.
Estou a gostar deste livro dela, mas li um dela que me ficou, que achei muito bom "Fazes-me falta". Aconselho, mas é triste.
:)