Eva me chamaste

Fizeste das minhas costas o teu piano

Dos teus desenhos as minhas curvas

Da minha boca a tua maçã

Dos meus olhos o teu mar

Do meu mundo os teus braços


(...)

26 outubro 2012


Amar!

Eu quero amar, amar perdidamente!
Amar só por amar: Aqui... além...
Mais Este e Aquele, o Outro e toda a gente
Amar! Amar! E não amar ninguém!

Recordar? Esquecer? Indiferente!...
Prender ou desprender? É mal? É bem?
Quem disser que se pode amar alguém
Durante a vida inteira é porque mente!

Há uma Primavera em cada vida:
É preciso cantá-la assim florida,
Pois se Deus nos deu voz, foi pra cantar!

E se um dia hei-de ser pó, cinza e nada
Que seja a minha noite uma alvorada,
Que me saiba perder... pra me encontrar...

Florbela Espanca


[amar, só por amar...uma alvorada a cada noite, perdermo-nos, ou nunca nos encontraremos.]

6 comentários:

Anónimo disse...

louca e corajosa, dois elementos indissociáveis no amor acho

Eva disse...

há poucas diferenças e muitas semelhanças... um corajoso tem sempre muito de louco, ou não se atreveria, e um louco, para se atrever a ser louco (e então hoje em dia) tem de ser muito corajoso. No amor é diferente, nem se sabe o que se é, só o que se quer, e vai-se em busca, atrás do que se quer, não por coragem, não por loucura, nada disto chega o desgraçado(a) a sentir porque só sente amor, vontade de amar, de estar, de chegar ao outro, e isso não é senão inevitabilidade... só isso, o resto é romancear... o que só por si é um verbo que encaixa bem nesta conversa...

Dri disse...

amar só por amar traz dor, desilusão, engano, lágrimas, depressão, nao se pode amar só por amar, tem se se amar e receber amor de volta. quando a vida nos mostra sistematicamente que não há um amor para nós deixamos de amar simplesmente e seguimos em frente!
Penso que nem toda a gente tem no universo um amor que lhe corresponda, há q aceitar isso e viver por outras razões que não seja o amor.

Eva disse...

não ´w amar só por amar que traz desilusão e lágrimas é não ser amada da mesma forma. Para amar não é preciso ser amada, mas para o amor se sustentar é. E sim, penso que é muito difícil de acertar, por isso mesmo acertar à primeira numa coisa tão difícil seria demasiada sorte!! Há-de se bater com a cabeça na parede até ao dia em que não batemos, acertamos. Podemos nunca encontrar, é verdade, e não se morre por isso, vive-se é muito pior. Eu ainda não cheguei a esse ponto embora desconfie muito que nunca vou encontrar ninguém que fique ao meu lado e me ame como eu amo quando amo.

Dri disse...

se não se encontrar não se vive pior por causa disso, depende da nossa vontade de querer aceitar isso da melhor maneira e seguir em frente. chegas a um ponto em q só sentes indiferença qdo vês o amor reflectido nos q te rodeiam porque sabes que tu não o tens e aceitas viver com esse facto!
:)

Eva disse...

Pois eu sou demasiado teimosa e não me conformo em não viver como acho que é viver plena. E quando vejo, e acho que realmente amor, à minha volta só penso que sim, que é possíve, e fico contente (as vezes também fico triste e desconsolada porque não percebo porque não me acontece a mim, mas pelo menos pode vir a acontecer)