Eva me chamaste

Fizeste das minhas costas o teu piano

Dos teus desenhos as minhas curvas

Da minha boca a tua maçã

Dos meus olhos o teu mar

Do meu mundo os teus braços


(...)

25 março 2015


(foto @thislittlecorner)

Preciso dum café ao sol e que me devolvam as palavras, 
mas sei que a vida nada devolve, tenho de ser eu a recuperá-lo.

Bom Dia

2 comentários:

eusouassim disse...

Tens mesmo que ser tu. A vida não faz devoluções dessas.

Um beijinho especial

Eva disse...

:)
A vida parece-me que não devolve nada, o que se perde não se recupera, em quase tudo.